domingo, 4 de julho de 2010

COMO PASSAR NO VESTIBULAR.

 Todo ano, milhares de adolescentes prestam vestibular nas faculdades de todo o mundo. E é sempre a mesma história: olheiras, preocupação, ar de cansaço e espinhas (afinal passam tanto tempo estudando, que nem sobra espaço para uma vida sexual saudável). Se você está se preparando para fazer a tão famigerada prova do vestibular, a primeira coisa que tem que fazer é parar de estudar. Isso mesmo: jogue seus livros fora agora. Praticamente todos os alunos estudam compulsivamente e apenas uns 20% deles são aprovados para a universidade. Uma taxa de aproveitamento muito baixa. Se você quer mesmo fazer uma faculdade no ano que vem, invista seu tempo em atividades mais produtivas. Até porque, se você passar as madrugadas estudando, vai acabar dormindo na hora do teste. Outra coisa que se faz muito é rezar. Mas rezar é tão pouco produtivo quanto estudar. Se você parar para pensar, a maioria das grandes descobertas científicas, a matemática moderna, as gramáticas e as principais obras artísticas da humanidade foram criadas depois da morte da maior parte dos santos. Eles não presenciaram isso tudo e sabem menos que você sobre as perguntas do vestibular. O máximo que você pode conseguir com a ajuda deles é responder a umas poucas perguntas de história antiga. Se for colar de alguém, esqueça o japonês, a menina de óculos fundo de garrafa e outros CDFs. Depois de tanto tempo sendo alvo de quem procura cola, eles já estão vacinados. Eles nunca vão dar uma colher de chá para você, quanto menos uma resposta certa. Copiar alguma coisa da prova ddeles é mais difícil que ficar acordado em aula de cursinho. Humanamente impossível. Além do que todo fiscal fica atento a esses alunos: você seria pego fácil, fácil. O mais sensato, neste caso é procurar o colega com mais cara de imbecil. Bem ignorante e idiota. Do tipo dos que acham que raiz quadrada cai na prova de botânica. Aí é só ler a prova dele e inverter todas as respostas.

Levar refrigerante, chocolate, salgadinho ou barra de cereais ajuda. Ninguém vai desconfiar que aquelas letrinhas das embalagens te passaram cola. A composição e os ingredientes, por exemplo, podem ajudar na prova de química, a tabela de calorias na prova de biologia e assim por diante. Na pior das hipóteses, você troca um gole de refrigerante ou um pedaço de chocolate por uma resposta.

Se a prova for de múltipla escolha, melhor. Verifique a nota de corte. Se for 20%, marque todas as respostas numa única letra. Em média, cada letra corresponde a um quinto das respostas. E se você não for tão ignorante em matemática, vai perceber que um quinto e 20% são mais ou menos a mesma coisa.

Se a note de corte for superior a 20%, não se desespere. Ainda há uma solução antes de vender o seu corpinho. Saiba que a disposição das respostas no gabarito não é aleatória. Ela sempre obedece a um padrão. É sério, pode contar com isso. Aí é só contar com a sua intuição para descobrir.

Por exemplo, se você não consegue encontrar as respostas na sua memória, preencha: c – a – d – e. Se você odeia estudar e a única coisa que quer da faculdade é o diploma, no dia da formatura, assinale: b – e – c – a. E, se você é mulher e passou a noite daçando e bebendo e hoje está na maior ressaca, é fácil. Responda: a – c – a – b – a – d – a.